MENU

01/07/2024 às 13h36min - Atualizada em 02/07/2024 às 00h00min

Hospital Oncológico Samuel Libânio começa a receber pacientes nesta segunda, 01 de julho

Local tem expectativa de realizar mais de 300 consultas diárias

SUELLEN EMERICK
Crédito Divulgação DRI - FUVS (2)
 

Centenas de pessoas estiveram presentes neste domingo, 30 de junho, para a inauguração do Hospital Oncológico Samuel Libânio, em Pouso Alegre, Minas Gerais, que abre as portas hoje, dia 01 de julho, para receber pacientes da cidade e dos 53 municípios próximos à Pouso Alegre. 

Segundo a direção técnica do hospital, os atendimentos serão realizados nos 36 ambulatórios disponíveis, com capacidade média para 350 consultas diárias. 95% dos atendimentos serão pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Entre os presentes na inauguração estavam o ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e outras autoridades. O deputado federal Rafael Simões discursou sobre a alegria de ver seu sonho realizado: “Quem iria imaginar que, em menos de três anos, esse gigante estaria de pé e com a primeira etapa pronta para ser entregue para a população de Pouso Alegre e do sul de Minas. Ver o Hospital Oncológico Samuel Libânio se tornar realidade é a prova de que sonhos, quando compartilhados e trabalhados em conjunto, podem transformar vidas”, afirmou.

Emocionado, o ex-diretor técnico do Hospital das Clínicas Samuel Libânio - HCSL,  Alexandre Hueb, enalteceu o trabalho de Rafael Simões: “Se não fosse a atuação dele, nada disso seria possível. Como médico e cidadão de Pouso Alegre, tenho muito orgulho de ter participado da criação do hospital oncológico e acredito que ele será motivo de orgulho para todos os pouso-alegrenses. Um marco para a saúde do nosso município e de todo Sul de Minas”, afirmou Hueb.

Estrutura completa para o cuidado integrado:

O projeto do Hospital Oncológico Samuel Libânio abrange mais de 11 mil metros quadrados e inclui 36 consultórios, 100 leitos de internação e 54 poltronas para quimioterapia, distribuídos em cinco pavimentos equipados com tecnologia de ponta para tratamento oncológico, exames e cirurgias.

Nessa primeira fase, o primeiro pavimento do hospital terá 36 consultórios e duas salas para pequenas cirurgias. Também foi inaugurado o heliponto do hospital.

A equipe é composta por mais de 120 profissionais próprios, incluindo médicos, assistentes sociais e administrativos, além do apoio terceirizado. Os recursos municipais destinados por Rafael Simões, juntamente com os investimentos da FUVS, totalizam quase R$30 milhões, dos R$60 milhões a serem investidos até o final da obra, que deverá estar totalmente concluída até o final de 2026.

Durante a inauguração do primeiro pavimento do Hospital Oncológico, Rafael Simões informou que pretende trabalhar por um novo sonho: o Setor de Maternidade e Centro Obstétrico do Hospital das Clínicas Samuel Libânio (HCSL).

Um novo sonho

E, durante a inauguração do primeiro pavimento do Hospital Oncológico, Rafael Simões informou que pretende trabalhar por um novo sonho, o Setor de Maternidade e Centro Obstétrico do Hospital das Clínicas Samuel Libânio (HCSL).


 

Notícia distribuída pela saladanoticia.com.br. A Plataforma e Veículo não são responsáveis pelo conteúdo publicado, estes são assumidos pelo Autor(a):
SUELLEN DE OLIVEIRA SILVA
[email protected]


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://gazetadobrasil.com.br/.